FECEP participa de curso de Negociações Coletivas em São Paulo

Durante os dias 11 e 12 de dezembro o diretor secretário da Federação dos Empregados no Comércio do Estado do Paraná (FECEP), Flávio Bonifácio Pinto, esteve na sede da União Geral dos Trabalhadores (UGT) em São Paulo para participar do curso de Negociações Coletivas, oferecido por AGL/CIO e UGT.

Para ministrar o curso foi convidado o professor Erledes Elias da Silveira, coordenador da Secretaria de Organização e Políticas Sindicais da União Geral dos Trabalhadores (UGT). Tendo como tema principal a Negociação Coletiva, seja por CCT ou Acts, o professor afirma quais são os passos que os sindicatos precisam para sustentar a entidade: "O movimento sindical tem que estar cada vez mais próximo dos trabalhadores, até porque nas assembleias a possibilidade de associar o trabalhador é grande e esse é o caminho".

Flávio, diretor da Federação, conta que o curso foi muito importante para renovar as propostas nas negociações coletivas, trazendo novos focos de discussão: "Para valorizar a negociação seria interessante negociar cláusulas inclusivas podendo ser, igualdade de gênero, equidade racial, meio ambiente, sustentabilidade, discriminação de religião, idade, raça, pois isso não tem custo de valor econômico e valoriza as partes", comentou.

Outro tema importante mencionado por Flávio e que foi debatido no encontro, é de como os dirigentes podem se preparar para negociar: "Dominar o assunto de olhos fechados, estudar muito as estratégias das negociações, ter objetivos, aperfeiçoar, saber lidar com o outro lado, ter argumentações sólidas, não blefar, analisar onde pode ceder sabendo com antecedência os limites". O diretor secretário da FECEP ainda complementa dizendo que o momento não é mais favorável ao lado laboral.

Por fim, o professor Erledes deixou uma pergunta aos participantes: "Para o patrão o melhor dos mundos seria que não existissem sindicatos, sem intermediário, a questão é: será que o trabalhador chegaria ao empregador e falaria: Agora vamos sentar e negociar meu aumento?".
O exemplo citado foi explicado pelo professor, indicando que estamos brigando com os galhos, sendo que o problema está no tronco ou na raiz, com a definição de que tem que ir para a base, conversar e explicar as conquistas ao trabalhador, mostrando que “com os sindicatos não está bom, sem ele será muito pior”, reforçando a sindicalização e oferecendo uma abertura para que o trabalhador possa fortalecer a sua própria defesa. 

Fonte e fotos: Flávio Bonifácio Pinto com Comunicação FECEP

 

FECEP - Federação dos Empregados no Comércio do Estado do Paraná

Endereço: R. Mal. Hermes, 910 - Centro Cívico

Telefone: (41) 3352-2754 - Fax: (41) 3252-3121